Data: 07 de Junho de 2021

Prefeitos e secretários de saúde da região Sudeste de Mato Grosso estiveram em Rondonópolis nesta segunda-feira (07) para discutir a possibilidade de ampliação do atendimento aos pacientes infectados pela covid-19 caso entrem em acordo sobre a atuação do Consórcio Regional de Saúde. O encontro foi liderado pelo prefeito José Carlos do Pátio, juntamente com o secretário de Saúde do município, Vinícius Amoroso.

A principal questão levantada durante o encontro foi o investimento que os municípios têm feito no Consórcio. Atualmente, tanto Rondonópolis quanto outras cidades muito menores têm repassado cerca de 80% e o governo do Estado fica responsável por apenas 20% dos custos dos serviços de saúde que são contratos por meio do Consórcio Regional.

Outro fator apontado pelo prefeito José Carlos do Pátio, que ele considera injusto, é que os municípios pequenos estão contribuindo com valores maiores per capita do que municípios como Rondonópolis. Pátio questiona se de fato manter a contratualização com o Consórcio Regional de Saúde está compensando, principalmente para as cidades pequenas.

O secretário de saúde de Dom Aquino, Cláudio Amarante, disse que a taxa administrativa paga ao Consórcio deve ser revista e reduzida e cobrou uma prestação de contas, que segundo, nem está sendo apresentada para os municípios há anos. Ele acredita que esse encontro vai fortalecer esse grupo de prefeitos que é a maior regional de Mato Grosso.